6 investidores no mercado de ações


Analisamos a situação de 6 (seis) investidores que se posicionaram em momentos diferentes no mercado de ações. Para realização desta análise, consideramos que os investidores optaram por um ativo ou carteira que apresenta o mesmo comportamento do Ibovespa (Índice da Bolsa de Valores de São Paulo) e não houveram pagamentos de proventos no período.

O período analisado foi de 1995 até 05 de abril de 2018.

Será que todos os investidores estão satisfeitos com o retorno alcançado até o momento?

Dizem que a bolsa é para longo prazo, mas o que é longo prazo?

Quando alguém comentar “investimento para longo prazo”, é importante reduzirmos a subjetividade, questionando: “O que é longo prazo para você?”.
E faça as perguntas abaixo para você mesmo:
1. Qual o valor que posso disponibilizar para renda variável?
2. Quanto tempo posso esperar para resgatar o investimento?
3. Qual a perda aceitável?

Não ignore a possibilidade de perda! Não existe certeza no mercado de renda variável.

Não tenha a certeza de que você se posicionou no fundo de um movimento, isto é, conseguiu comprar justamente no valor mínimo do preço de uma ação em determinado período.

Em seguida, apresentamos o gráfico mensal do Ibovespa a partir de 1995, indicando o momento em que cada investidor se posicionou. O objetivo deste gráfico mensal do Ibovespa não é indicar qual será o próximo movimento do mercado, mas sim observarmos por onde ele já caminhou e desta forma, elaborarmos uma estratégia.

Ibovespa 1995 - 2018

É interessante observar o prazo do investimento (tempo de permanência) e o retorno no período.  Na última coluna da tabela abaixo, apresentamos o CDI (Certificado de Depósito Interbancário) no período.

Tabela retorno no período

Com base na tabela acima, podemos observar que nem todos os investidores estão satisfeitos. Além disso, vale ressaltar que apenas analisamos 6 cenários possíveis, mas existem milhares! Conforme comentamos no início deste post, os 6 investidores optaram por uma carteira de ações ou apenas 1 ação que apresenta o mesmo comportamento do Ibovespa e não pagou proventos durante o período analisado. Estes 6 cenários podem ter ocorrido na prática? Claro que sim!
Como reflexão, vamos imaginar outros 2 investidores (A e B) que recebem um relatório de uma empresa de análise. No relatório da empresa de análise são apresentadas 5 opções de ações para investir. O investidor A decidiu diversificar e investir nas 5 ações. O investidor B decidiu optar por apenas 1 ação. Quem obteve o melhor resultado?
O investidor B pode ter dado a sorte de escolher justamente a ação que mais se valorizou no período e ainda pagou proventos altos. De repente, se este investidor B tivesse optado por uma outra ação, ele poderia até ter um retorno bem abaixo do mercado. Aonde queremos chegar? Não existe mágica. Não existe certeza.

“Não são as respostas que movem o mundo, são as perguntas”. Canal Futura.